Av. Nilza de Oliveira Pipino, 1852 - CEP 85440-000 | (44) 3543-8000 | ubirata@ubirata.pr.gov.br
Acessibilidade

Saneamento

Sanepar realizou audi?ncia p?blica sobre Plano de Saneamento B?sico


Ouvir matéria

Nesta segunda-feira (15) foi realizada, no Centro Cultural de Ubiratã, uma audiência pública da Sanepar, para tratar sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico. Estiveram presentes o prefeito Haroldo Fernandes Duarte – Baco, o vice-prefeito Sebastião Osmar Beraldo, o chefe de gabinete Osmar Pires da Silva, os vereadores Eduardo Ferreira, Silvio de Pádua e Harri Tholken, o gerente regional da Sanepar, Edson Silva de Lima, além de representantes da companhia e líderes das comunidades do município.

 

Um dos objetivos desta audiência pública foi levar informações sobre os investimentos efetuados em Ubiratã, que contam com a parceria da administração municipal. O Plano Municipal de Saneamento Básico foi assinado pelo prefeito Baco e pelo vereador Silvio de Pádua, representando a presidência da Câmara. Com este plano registrado no ministério das cidades, será facilitada a aquisição de recursos para o trabalho com saneamento e esgoto na cidade. “E todos sabemos a importância do saneamento básico, pois a cada R$ 1 investido em saneamento, são economizados R$ 4 em saúde”, disse Edson Lima.

 

O gerente regional da Sanepar ainda falou sobre a tarifa mínima cobrada pela companhia de saneamento. “Esta taxa vai de encontro às necessidades da própria população, pois foi realizado um estudo indicando que uma família de quatro pessoas precisa de pelo menos 10 metros cúbicos de água para um consumo satisfatório, e reforço que a tarifa do Paraná é uma das mais baixas do país”, afirmou Lima, que ainda destacou a existência da Tarifa Social, com a qual as pessoas de baixa renda (abaixo de dois salários mínimos) paga apenas R$ 6,20.

 

Também foi explicado o valor da taxa de esgoto, que em Ubiratã, nas localidades em que já existe a rede esgoto, é de 80% do consumo de água. “O tratamento da água que vem do esgoto é muito mais caro para a Sanepar do que o tratamento da água que vem do rio, pois na água do esgoto tem sabão, gordura, dejetos, etc. e mesmo assim a taxa de 80% seria insuficiente para pagar os gastos que a companhia tem”, afirmou o gerente regional, que ainda ressaltou que a taxa de 80% só é possível graças ao subsídio do município, pois em algumas cidades a taxa chega até a 110% do valor do consumo de água.

 

O secretário municipal de Obras, Reginaldo Retamero, falou sobre a necessidade deste Plano de Saneamento Básico para o município. “Este plano, elaborado para os próximos 30 anos, facilitará na aquisição de recursos e investimentos em nosso município, fazendo que a continuidade do bom serviço prestado seja uma realidade”, destacou.

 

O vice-prefeito Beraldo ressaltou a participação da população. “A população participou ativamente, questionando e tirando suas dúvidas, fazendo assim o papel do cidadão preocupado com a saúde de seu município, pois investir em saneamento é investir em saúde, e com o aval da população os investimentos continuam com força total”, disse Beraldo.

 

O prefeito Baco gostou da participação do povo e do interesse em saber o que acontece em nosso município. “Assim ficamos sabendo o que o povo quer, e quais serão os investimentos da Sanepar e qual a participação da administração municipal nesta parceria pelo bem público”, afirmou Baco, que também destacou a participação dos líderes das comunidades. “Assim eles poderão dizer, aos moradores de seus bairros e comunidades, que Ubiratã está investindo em saúde”, finalizou o prefeito.

Fonte: Gilmar Gomes - Assessoria de Comunicação

Data de Publicação: 16/04/2013

Osmar Pires fez os esclarecimentos iniciais Crédito: Gilmar Gomes
Legenda: Osmar Pires fez os esclarecimentos iniciais

 Galeria de Fotos

 Veja Também