Av. Nilza de Oliveira Pipino, 1852 - CEP 85440-000 | (44) 3543-8000 | ubirata@ubirata.pr.gov.br
Acessibilidade

Aumento no índice de infestação do mosquito Aedes aegypti indica alto risco de epidemia em Ubiratã


Ouvir matéria

O levantamento de índice rápido do Aedes aegypti realizado no mês de janeiro em Ubiratã, pela Secretaria Municipal de Saúde, indicou alto risco de epidemia no município. Subiu de 0,9% em novembro de 2017 para 6,2% neste início de ano. Esse índice alarmante mostra que infelizmente aumentou muito a proliferação do mosquito Aedes aegypti que é transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. O índice máximo tolerável pelo Ministério da Saúde é menor que 1%.

 

Para realizar o levantamento de índice, a cidade é dividida em 3 setores e todos estão com alto índice de infestação. No total foram inspecionados 881 imóveis sorteados em toda área urbana do município, em um período de 05 dias.

 

Confira abaixo, os bairros com seus índices e os locais onde mais foram encontrados focos:

 

LOCALIDADES

 

CENTRO 1

(Panorama, Parque do lago, Novo Ubiratã e Centro, Parque dos ipês) – INDICE 3,60%;

 

CENTRO

(Próximo ao Bosque, centro, Alzira Rezende, porto seguro 3) – INDICE 6,37%;

 

JARDIM SÃO PAULO

(Jardim São Paulo, Vila esperança, Porto seguro 2) – INDICE 14,97%;

 

VILA RECIFE

(JK, Jardim Petrica, Vila Recife, Boa Vista e São Vicente) – INDICE 2,31%;

 

SÃO JOAQUIM

(Josefina 1 e 2,Parque das Flores, São Joaquim, Centro próximo á Rodoviária) – INDICE 5,78%;

 

LOCAIS ONDE MAIS FORAM ENCONTRADAS LARVAS

 

LOCAL 

Coleta de água da chuva (baldes, tambores, caixa de água e tanque)          - INDICE 34,8%;

Vaso de flor, bebedouro de animal - INDICE 20,3%;

Lixo e material reciclável, potes, plásticos, lonas - INDICE 20,3%;

Pneus - INDICE 20,3%;

Ralo e caixa de gordura – INDICE 4,3%.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Ubiratã

Data de Publicação: 22/01/2018

 Galeria de Fotos

 Veja Também