Secretarias Administração Assist. Social Desenv. Econômico Educação e Cultura Esporte e Lazer Finanças e Planejamento Gabinete Obras Saúde Serviços Urbanos Serviços Rurais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Cuidados e prevenção com a meningite


COMO PREVENIR?

- Lavar as mãos frequentemente – ao chegar do trabalho, antes de preparar, servir ou comer alimentos: depois de usar o banheiro, após auxiliar uma criança a utilizar o banheiro, após trocar fralda;

- Proteger o nariz e a boca ao espirrar ou tossir;

- Não secar as mãos em toalhas úmidas. Em local coletivo utilizar de preferência toalhas descartáveis;

- Manter o ambiente limpo e arejado;

- Alimentos: lavar bem as frutas e verduras;

- Utilizar filtro ou bebedouro para água potável.

 

SOBRE A VACINA

A meningite é uma infecção das membranas que recobrem o cérebro (as meninges), que afeta toda a região e dificulta o transporte de oxigênio às células do corpo. Já os que surgem em decorrência de bactérias (ou, raramente, de fungos) são perigosos, porém com taxa de cura em 80% dos casos.

 

A vacinação e a melhor forma de prevenção, e se encontra disponível gratuitamente pela Rede Publica de Saúde através do calendário básico de vacinação.

 

SEGUE ABAIXO RELAÇÃO DE VACINAS QUE PROTEGEM CONTRA FORMAS GRAVES DA DOENÇA:

- BCG: realizada nos primeiros dias de vida, previne contra formas graves de Tuberculose, se NÃO VACINADO pode desenvolver a Meningite;

- PENTAVALENTE: realizada aos 02, 04 e 06 meses, 01 ano e 03 messes e reforço aos 04 anos, previne contra H. Influenzae tipo B, Difteria, Tétano, Coqueluche, se NÃO VACINADO pode se desenvolver Pneumonia, Meningite e septicemia;

- PNEUMO 10: realizada aos 02 e 04 messes, reforço com 01 ano de idade, previne Pneumonia, meningite e Otites;

- MENINGOCOCICA –C: Realizada com 02 e 05 messes, reforço com 01 ano e adolescentes com 11 anos. Previne a meningite pelo sorotipo-c.

 

A Meningite do sub grupo B, como tem baixo índice de transmissibilidade, e não tem um impacto epidemiológico considerável, não faz parte do calendário básico de vacinação do SUS, apenas pela rede particular. Não estamos em epidemia da meningite B, o que tivemos esse ano foram casos isolados como já ocorreu em todos os outros anos. No entanto, mantendo o calendário básico de vacinação do SUS em dia, e mantendo os cuidados de prevenção já garante a proteção contra os principais causadores da meningite.

 

SINTOMAS

- Dor de cabeça;

- Rigidez na nuca;

- Febre e Vômito.

 

A TRANSMISSÃO

Ocorre por meio de secreções respiratórias e saliva, durante contato próximo com uma pessoa infectada. A boa notícia é que esses agentes não são tão contagiosos quanto o vírus da gripe, por exemplo.

 

Contatos casuais ou breves dificilmente ira transmitir a meningite. Agora, ambientes fechados e cheios de gente contribuem para a transmissão.

 

Diante de quaisquer sintomas deve-se procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua residência  para uma avaliação da equipe de enfermagem.

 

A meningite C já foi responsável por 70% dos casos da doença, porém após a introdução da vacina no calendário básico houve uma redução do numero de casos.

 

Nos últimos 10 anos no Município de Ubiratã não houve registro de pacientes com Meningite bacteriana.

 

Fonte Sinan-PR

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Ubiratã

Data de Publicação: 14/03/2019

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta-feira: das 8h00 às 12h00 e das 13h30min às 17h00
(44) 3543-8000