Secretarias Administração Assist. Social Desenv. Econômico Educação e Cultura Esporte e Lazer Finanças e Planejamento Gabinete Obras Saúde Serviços Urbanos Serviços Rurais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Abril Verde: Momento para pensar e fazer a seguinte pergunta: Como estamos trabalhando hoje no quesito segurança no trabalho?


O Abril Verde é um movimento de iniciativa popular com participação espontânea que chama a atenção da sociedade brasileira para a adoção de uma cultura permanente de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais. O Movimento luta para marcar o mês de abril com a cor da segurança no calendário nacional.

 

A escolha do mês de abril ocorreu devido a 28 de abril ser Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Nesta data, no ano de 1969, ocorreu uma explosão na mina da cidade de Farmington, estado da Virgínia, nos Estados Unidos, matando 78 trabalhadores.

 

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) também instituiu, em 2003, a data como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho. "Verde foi à cor escolhida por estar associada aos cursos relacionados à saúde. O símbolo é o laço verde", segundo o Ministério do Trabalho.

 

Essa campanha tem o objetivo é estimular a adoção de procedimentos de saúde e segurança no trabalho e alertar para a importância de práticas que reduzam os números de acidentes.

 

Em 2014, último dado disponível, foram contabilizados 704,1 mil acidentes de trabalho no país, sendo 2.783 mil mortes e 251,5 mil afastamentos por mais de 15 dias. Esse número foi 3% inferior aos 725,6 mil acidentes em 2013.

 

Em Ubiratã no ano de 2018 tivemos um total de 76 casos de notificação de acidente de trabalho considerado leve. São aqueles acidentes que não tiveram internação, que não houve afastamento do trabalho ou ter afastamento por período menor de 15 dias, não houve amputação ou morte.

 

Neste mesmo período houve 10 acidentes graves dos quais 8 trabalhadores tiveram afastamentos do trabalho variando entre 60 a 180 dias, 1 trabalhador menor de 18 anos e 1 trabalhador que foi a óbito.

 

Já no ano de 2019 no período de janeiro a março tivemos 29 acidentes de trabalho considerados leves e 3 acidentes considerados grave.

 

Em relação às doenças ocupacionais em 2018 tivemos 2 notificações em 2019 no primeiro trimestre somente 1 notificação.

 

Doenças ocupacionais são aquelas adquiridas devido à condição e tipo de exposição no trabalho, elas fazem parte de uma lista que são de obrigatoriedade de notificação. As doenças consideradas ocupacionais são:

 

- Câncer relacionado ao trabalho;

- Dermatoses ocupacionais;

- Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Ler/Dort);

- Perda Auditiva Induzida por Ruído (Pair) relacionada ao trabalho;

- Pneumoconioses relacionadas ao trabalho;

- Transtornos mentais relacionados ao trabalho.

- Acidente de trabalho com exposição à material biológico (sangue e outros fluidos orgânicos);

- Acidente de trabalho fatal;

- Acidente de trabalho com mutilações;

- Acidente de trabalho envolvendo crianças e adolescentes;

- A intoxicação exógena

 

Em Ubiratã, a vigilância em saúde do trabalhador em conjunto com a atenção básica vem realizando orientação aos empregadores sobre a importância de fornecer equipamentos de proteção individual para seus trabalhares bem como proteger seus equipamentos de trabalhado objetivando menor risco para quem está operando o equipamento ou máquina. Em contra partida orientamos os trabalhadores para que use os equipamentos fornecidos para a sua proteção da mesma forma que operam suas máquinas com segurança utilizando todas as proteções fornecidas pelo instrumento de trabalho.

 

Lembra-se “Trabalhar da forma correta faz toda a diferença, você volta para casa”.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Ubiratã

Data de Publicação: 17/04/2019

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta-feira: das 8h00 às 12h00 e das 13h30min às 17h00
(44) 3543-8000