Av. Nilza de Oliveira Pipino, 1852 - CEP 85440-000 | (44) 3543-8000 | ubirata@ubirata.pr.gov.br
Acessibilidade

AGOSTO LILÁS

Campanha tem objetivo de combater à violência contra a mulher


Ouvir matéria

O CREAS de Ubiratã, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano aderiu a campanha ‘Agosto Lilás’, que tem por objetivo o combate à violência contra a mulher.

 

Segundo a secretária Claudineia de Souza Lazaretti, o município vai realizar ao longo do mês ações para divulgar o movimento. “Queremos que as mulheres saibam que caso precisem de apoio podem nos procurar no Creas ou através do 3543-5757 e ainda caso elas realmente sejam vítimas de algum tipo de violência podem ligar para o 180 que receberão atendimento imediatamente”, explica a secretária, salientando que a mulher vítima de violência receberá apoio psicológico pelo tempo que for necessário para poder superar o trauma.

 

SINAL VERMELHO – A mulher que está sofrendo agressões e tem receio de denunciar em uma delegacia, por medo ou vergonha, tem o ‘sinal vermelho’ como uma importante ferramenta como medida de ajuda. Esse sinal consiste em fazer na palma da mão um X vermelho e na primeira oportunidade mostrar esse sinal a uma pessoa que possa lhe ajudar.

 

 

LEI MARIA DA PENHA - Sancionada em 7 de agosto de 2006, surgiu da necessidade de inibir os casos de violência doméstica no Brasil. O nome foi escolhido em homenagem à farmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes, que sofreu agressões do ex-marido por 23 anos e ficou paraplégica após uma tentativa de assassinato.

 

Hoje, a lei11.340/2006 considera o crime de violência doméstica e familiar contra a mulher como sendo “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”.

 

 

FEMINICÍDIO – É o nome dado ao assassinato de mulheres por causa do gênero. Ou seja, elas são mortas por serem do sexo feminino. O Brasil é um dos países em que mais se matam mulheres, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

 

A Lei do Feminicídio (Lei 13.104) entrou em vigor em 9 de março de 2015.

 

Entretanto, o feminicídio é o nível mais alto da violência doméstica. É um crime de ódio, o desfecho trágico de um relacionamento abusivo.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Data de Publicação: 10/08/2021

 Galeria de Fotos

 Veja Também