Secretarias Administração Assist. Social Desenv. Econômico Educação e Cultura Esporte e Lazer Finanças e Planejamento Gabinete Obras Saúde Serviços Urbanos Serviços Rurais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / SAÚDE

Levantamento registra queda de infestação da dengue


Devido ao intenso trabalho de conscientização que a secretaria de Saúde de Ubiratã vem realizando, o Levantamento do Índice Amostral (LIA) do mosquito transmissor da dengue mostrou uma considerável queda. Nesta terça-feira (13), foi divulgado pela secretaria o resultado. Em janeiro o índice era de 3,82%. Agora, o número baixou para 1,60%. De acordo com determinações do Ministério da Saúde, o levantamento ainda está um pouco além do aceitável que é 1%.

Segundo a chefe da divisão da saúde e enfermeira, Cristiane Pantaleão, a formação dos agentes mirins é uma das ações que tem ajudado a controlar o problema. “Mas não basta só isso. A população tem que entender que todos são responsáveis pelo fim do Aedes aegypti, é um trabalho que deve ser feito em conjunto constantemente”, aponta.

Outras ações desenvolvidas são as vistorias pelos agentes da dengue e agentes comunitários da saúde, palestras periódicas pelas equipes do programa Saúde da Família e divulgação de rua todos os sábados. Ainda, os agentes da dengue realizam um trabalho de informação. A cada novo dado visitam as escolas e apresentam a real situação da doença na cidade para alunos e professores.

A agente da dengue e responsável pelo LIA, Verângela da Conceição Alves, acrescenta que conforme saem os resultados do LIA a equipe da secretaria encaminha para as empresas um oficio comunicando os números obtidos. “É uma preocupação nossa manter os parceiros por dentro do assunto”, observa.

Comparativo
A coleta dos dados para a realização do levantamento é feita pelos agentes da dengue que visitam as casas da cidade. A pesquisa analisa a situação por amostragem, de modo que a quantidade de casas com larvas do Aedes aegypti é dividida pelo total de casas visitadas.

Desta forma o resultado separado mostrou avanços surpreendentes de conscientização da população. No entanto, algumas regiões não tiveram um bom desempenho de cooperação.

A maior diferença foi na região do Estádio Municipal “Claudinão”. Dos 6,99% registrados em janeiro, a área passou para uma percentual de 1,68%. Em torno da rodoviária o índice que foi de 3,94% passou para 0,68%.

Em compensação, o Jardim São Paulo apesar de ter grande participação no Comitê Municipal de Combate à Dengue mostrou a menor queda. Em janeiro tinha 3,06% de infestação e agora está com 3%.

Verângela conta que os locais onde têm mais larvas do mosquito são os bebedouros de animais, piscinas e no lixo reciclável.

Data de Publicação: 14/05/2008

Apesar do resultado algumas regiões estão com índice elevado Credito: Divulgação

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta-feira: das 8h00 às 12h00 e das 13h30min às 17h00
(44) 3543-8000