Av. Nilza de Oliveira Pipino, 1852 - CEP 85440-000 | (44) 3543-8000 | ubirata@ubirata.pr.gov.br
Acessibilidade

HABITA??O

Mun?cipes participam de audi?ncia p?blica e conhecem o diagn?stico habitacional de Ubirat?


Ouvir matéria

A equipe do Conselho de Habitação do Município de Ubiratã e a coordenação do Plano Local de Habitação de Interesse Social – PLHIS, realizaram nessa semana duas audiências públicas sobre a 2ª etapa do PLHIS que objetivou apresentar a comunidade ubiratanense o diagnóstico habitacional. As audiências foram realizadas com apoio da Assessoria de Assuntos Comunitários, uma vez que aconteceram nos bairros São Joaquim e Josefina II.

 

As audiências foram feitas pelos coordenadores do PLHIS, o vice-prefeito Orlando Vieira Filho e pelo arquiteto e urbanista Antonio Marcos da Silva e Silveira. O projeto habitacional de Ubiratã visa a construção de casas populares e o deslocamento de famílias que residem em áreas de risco para outras áreas propícias à moradia.

O arquiteto primeiramente apresentou a demografia do município, tanto das zonas urbana quanto rural. Marcos ainda ressaltou os valores referentes ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) que é baseado nas três principais áreas de desenvolvimento econômico e social: emprego, renda e produção agropecuária; educação; saúde.

 

Marcos explicou para os participantes das audiências que atualmente o déficit habitacional de Ubiratã é de 4,1% e que as maiores concentrações de residências construídas em ocupações irregulares são no Jardim Josefina II, São Joaquim, Vila Recife e Avenida Raimundo Soares do Nascimento. Com o município todo mapeado o trabalho passará a ser concentrado primeiramente no sentido de retirar as famílias que residem irregularmente dentro dos 30 metros de preservação ambiental, ou seja, próximo a córregos e rios. Cada um dos presentes teve a oportunidade de dar sugestões, fazer críticas ou apenas tirar dúvidas sobre todo o estudo feito pela coordenação do PLHIS.

 

Orlando Vieira Filho, frisou durante as audiências que o objetivo principal deste trabalho é fazer com que Ubiratã seja plenamente estruturado com moradias dignas, boa infraestrutura e rede de saneamento. “É necessário que cada morador dessas áreas irregulares possam entender as nossas propostas, que são elaboradas com único propósito de melhorar a qualidade de vida de todos os ubiratanenses”, ressaltou o vice-prefeito.

 

Os recursos para a construção dessas residências são provenientes do Governo Federal, através de convênio disponibilizado pelo Ministério das Cidades. As audiências contaram com a presença de profissionais da imprensa, vereadores e secretários municipais. 

Fonte: Robson Alexandre - 29 de agosto - 08:51

Data de Publicação: 29/08/2011

A audiência no Josefina II aconteceu na noite de quinta-feira Crédito: F?bio Augusto
Legenda: A audi?ncia no Josefina II aconteceu na noite de quinta-feira

 Galeria de Fotos

 Veja Também